S7 na F2

O Campeonato Mundial de F2 chega nesta semana ao tradicional autódromo de Hungaroring, na Hungria. Atualmente em sexto na classificação do Campeonato, com 86 pontos, o brasileiro Sérgio Sette Câmara (YOUSE | Banco BMG | MRV | CCR | CEMIG | GASMIG | Usiminas) espera subir na classificação após um fim de semana de problemas, na Inglaterra.

Sette vive uma temporada bastante movimentada. Com um carro veloz desde o começo da temporada o piloto da equipe inglesa Carlin já conquistou alguns pódios e, invariavelmente, em todas as etapas, teve um conjunto rápido, que o deixou sempre na luta pelos primeiros lugares. Infelizmente, na maioria das vezes por falha ou quebra do equipamento, o bom desempenho não foi traduzido em resultados das provas deixando-o, assim, em uma posição desconfortável na luta pelo título. Atualmente ele soma 86 pontos e é o sexto classificado no Campeonato.

Pelo excelente retrospecto no ano a equipe Carlin está bastante otimista para a atuação neste fim de semana. Tanto para o carro de Sérgio como para o de seu companheiro de equipe as expectativas são as melhores possíveis. A Carlin, líder do Campeonato de equipes desde a primeira rodada do ano, caiu para o segundo lugar no fim de semana de Silverstone e, com isso, irá se empenhar ainda mais para retomar a primeira posição do Campeonato.

Sette competiu na pista de Hungaroring pela primeira vez em 2017. Em sua primeira temporada da F2 nas provas de lá ele ficou com o nono lugar no sábado e o oitavo, no domingo. Cabe ressaltar que a pista Húngara é uma das mais tradicionais do Campeonato Mundial. Nela, nos anos de 1980, Nelson Piquet fez a épica ultrapassagem sobre Ayrton Senna, por fora, ao final da reta dos boxes. O circuito conta com extensão de 4.381 metros e o recorde atual é do francês Pierre Gasly, estabelecido em 2016 com o tempo de 1m25s612.

“Estou bastante animado em voltar a acelerar neste fim de semana. No decorrer do ano nosso carro já se mostrou muito rápido e confiável. Acredito que teremos uma rodada muito boa onde, acima de tudo, espero conseguir importantes pontos para o Campeonato. Acredito que ainda tenho chances de lutar para terminar no Top3 e, com isso, conseguir a minha superlicença para a Fórmula-1 ainda nesta temporada. Estou muito animado e hoje, meu principal objetivo, é esse”, comentou o piloto de 20 anos.

Deixe seu comentário

Por favor, informe seu nome.
Por favor, digite seu comentário.

Próximo